Cristina-Viano.jpg

Um aspeto fundamental da pandemia é a sua dimensão coletiva e inter-relacional: de facto, o termo grego designa "uma comunidade humana no seu todo".

Cristina Viano

Cristina Viano é diretora de investigação do CNRS, Centre Léon Robin (UMR 8061), Sorbonne Université. Especialista em filosofia antiga, interessa-se principalmente pela filosofia de Aristóteles, pela teoria das emoções nas relações humanas e nas relações políticas, pela noção de causalidade, pelas antigas teorias da matéria e pela alquimia greco-Alexandrina. Fez várias viagens de estudo ao exterior, em particular a Cambridge, Edimburgo e Oxford. Lecionou como professora visitante nas Universidades de Veneza, São Paulo, Santiago (Chile), México e Jinan (Shandong, China). Dirigiu um projeto internacional intitulado: “AITIA / AITIAI. O nexo causal no mundo antigo: origens, formas e transformações” (2014-2017) e atualmente dirige um projeto de cooperação franco-brasileira com a USP de São Paulo, intitulado “O indivíduo e a cidade: relações humanas e relações políticas em Aristóteles e no seu tempo” (2020-2021). Entre suas publicações: La matière des choses. le livre IV des Météorologiques d'Aristote et son interprétation par Olympiodore (Paris, Vrin, 2006); (ed. com C. Natali et M. Zingano) AITIA I. Les quatre causes d'Aristote : origines et interprétations (Louvain, Peeters, 2013); (ed. com F. Masi et S. Maso) ÊTHIKÊ THEÔRIA. Studi sull'Etica Nicomachea in onore di Carlo Natali (Roma, Edizioni di Storia e Letteratura, 2019); Aristotele, Retorica, trad., introd. e notas (Bari, Laterza, no prelo).